Teletransporte

31 jul

Por que ainda nao inventaram o teletransporte??

Hoje é um daqueles dias em que eu queria me deslocar como fazia a Jeanie é um Genio (Ou era a Feiticeira?). Simplesmente piscar o olho e… estar là do outro lado, para em seguida piscar de novo, e estar em outro lugar.

A Espiritualidade, bem como a Fisica Quantica, jà nos mostraram a possibilidade disto mas, por hora, apenas com nossos corpos sutis. O Cidade Negra também, nos mostra na sua mùsica que, com o pensamento, vamos pra qualquer lugar. “O Pensamento, é um fundamento, eu giro o Mundo sem sair do lugar. Eu fui para o Japao com a força do pensar….”

Tem dias em que estar longe de casa, mesmo estando no que agora é a nossa casa, faz com que estes pensamentos venham à tona. Saudades? Sim. Mas aquela saudade gostosa, que nos faz sorri diante de uma foto, de uma lembrança, e nos faz sonhar com um encontro que nao sabemos quandoirà acontecer. Vontade de voltar? Nao. Vontade simplesmente de passar por là. De um toque, uma troca de olhares, uma palavra, um carinho. E sò.

Se existisse teletransporte, eu iria rapidinho pra Porto Alegre, pra almoçar com as minhas queridas amigas, Carla Mannino e Cristiane Bueno. Aproveitaria pra brincar um pouco com a amada Alice. Diria pra Carla, simplesmente: amiga, to aqui. E tu sabes. Nada além disso. Depois iria na CliniOnco, e um pouco no ComVida, que, a estas alturas, sabendo da minha chegada, teram excepcionalmente se reunido fora do dia oficial. Entao, reuniria a “Turma do Bem” , as amigas e amigos queridos da Psicoonco, da Psicossomàtica, do  GALA,  a turma “Scout”, a Eve, o querido Lipe, a Carla e a recém chegada Sofia! Reuniria também a primaiada (Zaida, Tais, Lenira, Eleonora, Ivonete), pra um lanche, um bater- papo, uma roda de chimarrao. Ia também ver a Teresa e, como por milagre, iria encontrar a Ana Paula, a Patricia, a dona Jurema, toda aquela famìlia a quem eu ajudei por anos antes de ir embora de Porto Alegre, e cuja carta de despedida eu guardo com muito carinho, e até hoje me emociona. (Me emociono sem nem precisar le-la. Basta lembrar).

Depois, me tele-transportaria até Caxias. Ah, mas antes faria uma paradinha em Nova Petròpolis, e traria os Haas (comigo!)  Iria ver todas as tias, tios,  por parte de mae e de pai, e andar pela cidade, acompanhada da minha mae, revendo pessoas, entrando em lugares, lojas, visitando amigos, toda a turma dos escoteiros, a Vanessa, a Adriana, a Dani (E iria conhecer sua filhinha!)…Entao, iria ver a Carlinha treinar rugby, a Julinha no Tae kon do, o Guinho e a Mari vibrando por elas. Na hora do lanche, estrategicamente, iria matar a saudades da minha outra mae, aquela que, pacientemente, sempre aturou as minhas bagunças e meu jeito desorganizado de ser. Aquela que toda vez que eu saìa de férias arrumava o meu quarto, surpresa maravilhosa, que eu adorava. (Mas que eu nao conseguia fazer com que durasse por muito tempo. Afinal, era mais simples simplesmente jogar as coisas para debaixo da cama, ou colocà.-las dentro daquela grande cesta de vime!)Sim, eu iria ver a Amalia, e a Jessica, e a Bea…E antes de voltar aqui pra Milao, ainda daria tempo pra jantar um x! Um x, acompanhada dos meus primos  e primas que eu AMO, acompanhados dso respectivos “agregados e agregadas”: o Saulo, o Luciano, a Catia, o André, a Dani, A Isabela, a Bibi, a Amanda (e eu iria finalmente conhecer o  Celso!) E eu diria pra Amanda: querida, existem coisas na vida que a gente nao explica. Aliàs, muitas vezes a vida nao pede que a gente explique, mas que a gente simplesmente viva. Nem tudo tem que obrigatoriamente ter um motivo. Algumas coisas simplesmente acontecem. Cabe a nòs decidirmos o modo de encarà-las.Ponto.  Um x,  iria comer um x, acompanhada de amigos especiais, como a Simo e o Rafa (e iria conhecer a Duda!), a Jana, o Samuel, o Davi!! A Clarissa, a Nadja, toda a turma da ETERNA! A galera do CARMO (Leonardo, Carolina, Maria Biffi, etc), a turma do OBJETIVO!  A velha tropa Guia! (Cris, Juli, Cintia, Cami, Lisa,  Sara, etc, etc)  O Tocha e a Lù! E de quebra, ainda iria ver um show, onde tocassem o Lù, o Samuel, o Taquara, a Natalia, as gemeas…. Sim, porque visto que tudo isto é fruto da minha imaginaçao, tudo pode ser (se eu quiser, serà!)

E, como no Universo o tempo nao existe, depois de tudo isto ainda daria, na viagem de volta para fazer 3 escalas: uma em Floripa,  pra ver a Suzi, a Inha, o André, e depois ir tomar um chà (afinal, o x era enooorme!) com a Odessa e o Felipe. E eis que nesta hora penso ainda mais no meu amor, que, se ainda nao pode ir ao meu encontro, o farà agora, neste exato instante! (Mas é bem provàvel que ele, também com o teletransporte, tenha chegado à tempo pro x. Afinal, depois de tanta propaganda, certamente nao via a hora de experimenta-lo!). Depois de uma pausa na Ode, uma parada em Sampa, pra ficar um pouco na companhia dos queridos Evandro e Manuela. A night paulistana!! E um pulo no Britto, claro! Afinal, ele me viu crescer!!

A ùltima parada?? Bem, a estas alturas, parece que o sol jà vai nascer. Que tal ver o sol nascer no mar?? Rio!! Zona Sul!! Encontramos a querida amiga Sandra! E conhecemos a Dara!! E nos vemos sentadas na beira da praia, com os pés na àgua, assistindo a um dos espetàculos mais lindos do Universo: o nascer do sol. E o sol jà està alto, chega a hora de se despedir. E voltamos pra Milao. Felizes, serenos, e certos de que este giro pode ser repetido, quando a gente quiser, como a gente quiser. Com o pensamento, com o coraçao…Imagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: