Arquivo | março, 2010

Agora sim ela chegou!

28 mar
Agora sim!! (Ao menos é o que parece)… A primavera começa a surgir… pouco a pouco, o sol perde a timidez… as flores começam a brotar, e os pàssaros arriscam um som… meio tìmido ainda, mas realmente belo. Final de semana maravilhoso, de sol, céu limpo e azul, e uma paisagem deslumbrante! Dava para enxergar as montanhas ao longe, com seus cumes cobertos de neve. Passamos o final de semana em Casale. Sàbado o Ste me levou em lugares lindos, no alto da colina, para apreciarmos a linda jornada. Ah, e tomamos sorvete!! No domingo, fomos numa feirinha de apicultores, e depois fizemos um passeio ao longo do rio Pò. " E o rio Pò! E o rio Pò! Norte da Itàlia! Norte da Itàlia. Banha uma regiao, SUPERDESENVOLVIDA!!" Grande Edinho!! Objetivo!! E o casamento da Pati?Turma dos 11, Saudades!! Ei ,turma dos 11, lembram do nosso passeio ao longo do "Pò"? (E sem màscara, né Bibi?)
Decididamente: o sol, e a "cara de primavera" influenciam diretamente no meu estado de animo e, mais ainda, no meu humor, que
fica maravilhoso!!
Anúncios

Vai entender…

26 mar
Vai entender este tempo louco…Hoje a minha idéia era sair pra dar uma volta, fazer umas fotos da chegada da primavera, passear, enfim… Mas… vento! Chuva! Frio!! Que primavera que nada!! "Me toca" pegar a escada, pois eu tinha acabado de guardar as roupas de frio na parte mais alta do guarda-roupa…
Hoje de manha saì, fui buscar o terno do Ste na lavanderia e levar um casaco meu na costureira, pois ele tava todo descosturado. Aproveito que a chuva parou, e saio. Enquanto esperava o bonde… chuva!! (Ainda bem que eu tinha capuz).  Na volta, vento e chuva aumentando e eis a surpresa! Um carro blocando a passagem do bonde! Accidenti!! Preciso voltar pra casa a pé! Enquanto voltava, segurando o terno, firmando o capuz, buscando me proteger um pouco do vento que, especialmente nas esquinas, é bem forte, imaginei-me dentro de um daqueles filmes que passam nos domingos à tarde…. hehehe. Agora a chuva parou, mas vai saber por quanto tempo.. Bem, eu tinha alguns planos pra esta tarde… vamos ver se me animo a sair de novo…quem sabe!!

Mais uma curiosidade!!

25 mar
Aqui começa mais um capìtulo de: curiosidades de Milao…
Uma coisa muito legal aqui de Milao sao os bondes. Sim, os velhos bondes, que o Bibi sempre conta que uma época circulavam em Porto Alegre (em algumas partes do centro ainda podemos ver um pouco dos trilhos por onde eles passavam). Pois é. Bondes. Muitos dos bondes (chamados TRAM) sao super antigos, datam da época da Guerra. Alguns carros sao de 1928 (Como tu, tia Renée!), e se conservam exatamente como eram à época: bancos de madeira, plaquetas de metal com os avisos, um espaço para "medir o tamanho da mala" (mesmo se hoje em dia transportam malas de todos os tamanhos), "buzina" que parece uma campainha: plim, plim, plim!! Mas a curiosidade que quero contar diz respeito às placas de metal, que ficam localizadas acima do banco de madeira (que fica " de lado" em relaçao ao maquinista, ou seja, como se escorado na "parede", um ao lado da porta, e o outro de frente pra porta). Nota-se que sao antigas porque està escrito: "reservado para os invàlidos e mutilados de guerra" . Mas o mais "curioso" vem agora: uma outra placa (geralmente perto da janela) diz, literalmente: "PROIBIDO CUSPIR"!!!!

Primavera??

19 mar
Pois é… parece que a primavera tà chegando… Serà mesmo?? E serà que desta vez é pra ficar?? Tenho là minhas duvidas… depois de um dia de 20 graus e outro de zero graus e neve… sei là em que acreditar!! Bem, o fato é que estes ùltimos dias (quarta, quinta, hoje), foram bem mais agradàveis. Temperatura entre 12, 13 e 18, 19 graus. Solzinho gostoso!! Neste momento… tudo nublado, cara de chuva… vai saber… O mais legal é que, nestes dias, as roupas mais pesadas foram deixadas de lado… Estou de moletom!! Està chegando a estaçao do casaquinho!! Que eu adoro!!
Bom, mas começo a acreditar que desta vez é pra valer. Jà se observam os passarinhos nas àrvores (e nao sao sò os piccioni!)… o Ste tà sempre cansado e, mais do que o fato de que trabalha como louco, certamente o ar primaveril também contribui… (Que o digam as alergias!). Aliàs… alergia me lembra pòlen, que me lembra flor… As flores que ganhei do Ste no dia 8 seguem lindas!!
Novidades?? Bom, o Master segue muito legal. Esta semana, destaque para uma aula sobre cuidados Paliativos em Pediatria. Emocionante! E depois… a gente pensa pouco nisto, né? Que uma criança, um adolescente, também é um paciente terminal…
Ah… hoje a dupla Cri Cris virà jantar conosco.. (Cristiana e Cristian, um casal de amigos nossos que mora em Como). Fui até o negòcio de produtos brasileiros comprar massa de pastel, pra fazer uns pastéis de aperitivo. Depois, massa, salada, faggiolini e, se tivermos ainda com fome, bresaola. Ah… e bati uma gelatinha com uns moranguinhos que eu tinha cozinhado com um pouco de açucar… (Vamos ver no que deu). Desta vez, nada que leve ovos ou leite, visto que nossos convidados sao alérgicos. Mas falando no negòcio brasileiro, come al solito, comprei outras "coisinhas" além da massa de pastel…. Normal, né? Adivinha… uma caixinha de àgua de coco… uma embalagem de paçoquinha (Sim, paçoquinha!) e… FANTA UVA!! (Mas fui comedida e peguei sò uma latinha e nao a garrafa de 2 litros!)
Era isto!!!

Dia da Mulher! Giorno della donna!

10 mar
Dia 8 de março, participei de um evento no IEO, Instutito Europeu de Oncologia, alusivo ao Dia da Mulher. Conheci o famoso dr. Veronesi! Um velhinho super simpàtico que, dentre todos os premios recebidos, contou que se orgulha muito de um especial: O titulo de "Mulher Honorària"… por tudo que fez pelas mulheres no seu trabalho. Desde 1969, fala sobre a questao da qualidade de vida. Em seus estudos sobre o ca de mama, buscou sempre um tratamento que fosse o menos tòxico possivel, mas o mais eficiente. Enquanto o objetivo em geral era dar o màximo de medicaçao para um màximo de eficiencia, ele buscava o minimo de medicaçao, mas com o màximo de eficiencia. O titolo di evento era: "L’immagine ritrovata: la centralità della qualità di vita nella paziente oncologica". Dividido em 2 momentos:  La qualità di vita in Oncologia, onde falaram sobre ca de ovàrio e de mama, a influencia da escolha terapeutica na qualidade de vida, os novos fòrmacos, a papel do cirurgiao, a preservaçao da fertilidade, a reabilitaçao, reconstruçao, eas terapias de suporte pra melhorar a qualidade de vida, como os antieméticos, a terapia da dor, e opçoes para a neurotixicidade e cardiotoxidade das qts. (trabalho em conjunto com neuro, oncòlogo, cardiologista…).
Hora do almoço: tri bom!!! E, na volta, a segunda parte do evento: L’anima ed il corpo. Aqui, assuntos como o ser mulher no centro da doença: o papel do psico-oncòlogo, a espiritualidade, a imagem corpòrea no percurso da doença, a relaçao do casl, o estado nutricional, a lei italiana na tutela do paciente oncològico, aliança contra o tumor de ovàrio, tipo uma associaçao (ASLO).
Ah… sabe que, apesar de ser "fora de mao", é fàcil de chegar no IEO? Ainda bem que existem os meios de transporte! Na ida, levei cerca de 1h pra chegar là. Pra voltar, quase 1h30min. Tenho que pegar 2 onibus e 1 bonde. Por que é tranquilo? Bem, porque o primeiro onibus (54) pego a 100m de casa. Como é ainda o inicio do percurso, geralmente consigo sentar. E vou até o final da linha! Là,caminho uns 100m e pego o bonde (24). No final da linha, ou seja, certamente vou sentada! E desço sabe onde? Exatamente no final do percurso! Na ultima parada!! Ali, caminho uns 50 m, mais ou menos, e pego outro onibus (222), com o qual faço apenas 1 parada. (Sò uma, mas é longe, e na estrada, onde uma boa parte do percurso nao tem calçamento). Ele me deixa praticamente na frente do IEO!!

Milano e la pazzia del tempo!!

10 mar
Pois é..sempre que falamos em tempo louco, pensamos no Brasil. Mas, na verdade, aqui também o tempo tem seus momentos de loucura. Milano, 1 de março. Temperatura: 20°C. Sol, clima primaveril. Milano, 4 de março, chuva, muita umidade. Milano, 5 de março. Quatro dias depois. Dia começa com sol, lindo, maravilhoso. Mas, no entardecer, chega um vento gelado, muito gelado. Milano, 9 de março.Temperatura: 0°C. Neve, neve constante, vento forte… Clima de inverno! Dia 2 de março, um leve abafamento. Dia 10. Nevou a notie toda, e segue nevando. Temperatura màxima entre 0 e 3 graus. E a minima, como serà?? (Melhor nem tentar descobrir). Ou seja: em 9 dias, passamos de 20°C para 0°C! De sol para neve! De um leve calor para gelo!!Como é que pode!!!

Jornada da dor!

10 mar
Estranho o titolo?? Bem, é que na verdade, no Master, os dias 3, 4 e 5 foram inteirinhos dedicados à dor. Dor, tipos de dor,como é transmitida (neurotransmissores), medicamentos, efeitos colaterais, bioquimica, neurologia, novas formas de combater a dor, o uso dos opiàceos, a "escada" usada para avaliar e saber que remédio usar, radioterapia, cirurgia, outros métodos, o papel da enfermagem, enfim..Aula cansativa, mas muito boa. Repleta de exemplos, gràficos, esquemas, desenhos, filmes… Devo dizer que os professores realmente foram selecionados a dedo! Chegando em casa, no final de semana, coloquei uma mensagem no fòrum, para reflexao. (Afinal, ao menos nestes dias, foram um médico que falou sobre o uso da hipnose, se falou praticamente todo o tempo apenas sobre a dor fisica). Assim, fiz um comentàrio, que reproduzo aqui:

Rifletendo: dolore

Ciao a tutti!! Passare 3 giorni parlando di
dolore mi ha fatto riflettere su il dolore "totale" che non solo un
paziente, ma ognuno di noi può presentare… Abbiamo parlato molto del
dolore fisico, e di come "curarlo"…E, secondo me, questo dolore deve
essere curato, guarito. Io, nella mia esperienza come Psiconcologa, devo
dirvi che, quando un paziente aveva un dolore, la prima cosa che facevo
era cercare un modo di aiutarlo, parlando con i medici, infermieri,
ecc… Non vedevo senso in fare una psicoterapia, in "cercare le cose
nascoste", se il paziente, per il dolore, non riusciva a stare seduto, o
non camminava, o non riusciva a dormire alla sera!! Quante volte i
paziente sono venuti da me perché sembravano depressi.. ma… chi non si
deprime , non diventa ansioso se ha un dolore insopportabile??
Bene, ma parlavo di dolore totale…credo che esista anche un dolore
emozionale, un dolore del’anima… e un dolore spirituale… e, a volte,
anche un dolore sociale. Per il dolore fisico, ci sono i medicinali, le
varie tecniche presentati ieri. Ma, e il dolore del’anima? Molte volte
non bastano gli antidepressivi (che aiutano, ma non risolvano). Serve un
spazio di ascolto, un stare vicino… Serve un permesso per che la
persona possa piangere, possa arrabbiarsi, possa stare in silenzio,
possa esprimere i suoi desideri, le sue paure, ecc…Può sembrare
strano, ma molte volte il dolore del’anima porta più sofferenza che il
dolore fisico. E qui, mi rivolgo anche ai familiari che, molte volte,
soffrono di un dolore intenso, una sofferenza che non si può descrivere
(Pensate in una mamma che ha "perso" un figlio, per esempio).
Per dolore sociale, penso, per esempio,a quelli che vivono a margine,
che non possono comprare le medicine, che non hanno soldi,che a volte
non riescono nemmeno a mangiare… o quelli che soffrono pregiudizi
(preconceito), come i HIV+…
Sicuramente tutti questi dolori causano sofferenza, e, se vengono
insieme, è ancora peggio. Per che ha un dolore d’anima, è più difficile
curare il dolore fisico. Lo stesso al contrario, molte volte il dolore
fisico sviluppa anche un dolore emozionale… Penso molto ai lavori fatti insieme, a un gruppo per il controllo dei
dolori formati non solo di medici, ma di medici, infermieri, psicologi,
fisioterapisti, nutrizionisti, e magari anche assistenti sociali!
E voi.. cosa pensate?